13/11/2008

Plano de Pormenor - Aterro da Boavista Nascente

Localização google maps: São Paulo, Lisboa, Portugal
Projecto: 


Arquitecto: Carrilho da Graça  
(a actualizar brevemente com novas imagens)
Projectos relacionados: Plano de Pormenor do Aterro da Boavista Poente + Sede da EDP

11 comentários:

Anónimo disse...

entao e a torre de foster??????

Anónimo disse...

Ainda bem que a torre do Foster não vai ser construida!
Lisboa não é isso.

Anónimo disse...

nao e isso?
quase n ha arranha ceus ek lisboa..
mas pronto..na minha opiniao aquelas torres do siza ficavam muito bem ali.. mas, como tudo de bom neste pais, nao foi aprovada.
tou farto de coisas baixas..ha que dar um pouco de dinamismo a cidade nao pode ser tudo tbm sempre baixo...
mas essa "torre" neste projecto ate ta gira .. demoraram tanto tempo a aprovar a de foster q passou de moda... esta ta gira

Anónimo disse...

Acho que o problema não é ela ser gira ou feia, é a sua integração na envolvente e os sinais que dá em relação ao futuro - o que pode impedir de se fazerem mais e mais depois dessa? (e é isso que queremos para Lisboa?)
Eu tambem pensava dessa forma hoje em dia mudei de opiniao quando comecei a viajar mais e conhecer cidades Europeias que dão baile a muitas com mega torres pela sua arrumação, beleza, etc
O caminho de Lisboa a meu ver deveria ser o de cidades como Zurique por exemplo.
Não há mega torres e é a cidade com maior qualidade de vida do mundo. Levamos no minimo 10-0!
Não deveriamos tentar ser o que não somos mas sim potenciar as nossas caracteristicas naturais e unicas, coisa que não esta a acontecer.
Acredito que nenhum turista venha cá ver torres isso há em todo o lado.
Pelo menos é essa a minha opinião.
Mas se se fizerem que sejam de bons arquitectos.
Cumpts

Anónimo disse...

Sim, a questão é mesmo o sitio para onde as torres são propostas.
Porque não na expo? bem sabemos que está a sofrer de especulação mas ao menos ali as torres estão no seu "ambiente natural" e não a constrastar com bairros antigos com outras caracteristicas.

Anónimo disse...

o projecto do Foster vai continuar. A torre do PP do Carrilho da Graça não será feita, ela coincide exactamente no local do projecto dos Aires Mateus (sede da EDP)que ganhou o concurso.

Anónimo disse...

Lisboa não tem torres porque é demasiado provinciana... ainda não é cosmopolita como Berlim, Paris ou Madrid. "Torres" só se forem as couves que nascem nas horta urbanas de benfica e arredores...

Anónimo disse...

Este Blog é de 3º categoria: não tem motor de busca, perde-se imenso tempo para encontrar um projecto, o critério é discutível e não destinado a pessoas " que só agora é que saíram da aldeia". Há que trabalhat mais e melhorar nomeadamente a facilidade de busca.
Ainda por cima segundo as palavras do autor comentários críticos podem ser censurados pelo autor do blog, o que não deixa de ser lamentável.

Anónimo disse...

Provincianismo é gostar de torres como se fazem lá no "estrangeiro".
Qual é o fascínio?
É termos mais uma capital igual às outras?
a noção de espaço é muito mais agradável quando conseguimos vislumbrar o arvoredo e as ruas e edificios desafogadamente.

Anónimo disse...

Tanta falta de cultura dói...
tanto parolismo, deslumbramento e novo riquismo. concordo com os anónimos que dizem que Lisboa deve ser "quem é" uma cidade com história e com certa escala humana. Leiam "Manual dos Crimes Urbanísticos", vejam o que aconteceu no séc. XIV; XVI e em 1755, sobretudo aos terrenos ribeirinhos. Está hoje à vista a liquefacção dos solos junto ao Mercado da Ribeira. Vejam também "Crash Course" e o que vem por aí com o problema de energia e recursos, etc. Quantos idiotas querem viver ou trabalhar em torres? Ou é só para dizer que estão na moda?

Zorro disse...

Esse "Manual dos Crimes Urbanísticos" é um bom livro que aconselho a qualquer um, mas trata do assunto das torres de uma forma superficial, ao dizer que perante as características do urbanismo português são um "elemento desnecessário e problemático, mera parolice", sem dar um exemplo sequer. Não esquecendo que muitas das "torres" más que existem por aí não são torres, mas sim construção em altura em banda.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...